ÁREAS DE ATUAÇÃO





Boa parte da estrutura do escritório está direcionada à assessoria jurídica patronal. Enxergamos a área trabalhista particularmente composta de duas partes: (i) consultiva; e (ii) contenciosa. Na primeira, nosso assessoramento visa a identificação das melhores estruturas de trabalho, vis à vis com a legislação de regência e características de cada serviço, e objetiva alcançar o equilíbrio entre o menor custo e a maior segurança possível. Sugerimos, conforme o caso, a adoção de planos de participação nos lucros e resultados (PLR), stock option, benefícios flexíveis, previdência complementar, remuneração variável, contratos de prestação de serviços, parcerias e estratégias combinadas, para prevenção e redução de passivos trabalhistas.

Na segunda, dada a predominância da oralidade no contencioso trabalhista, o escritório exige do profissional que o representa em audiência o trabalho específico de análise em cada caso concreto, o que, em conexão com a área de atividade econômica, refuta a padronização automática das respostas judiciais, e maximiza os resultados em Juízo, o que se demonstra estatisticamente. O acompanhamento dos processos é feito em todas as instâncias, e as informações detalhadas são disponibilizadas ao cliente automaticamente, no site do escritório.

 


Conteúdo Relacionado

17/01/2020
Acidente de trajeto não é mais enquadrado como acidente de trabalho
Por Thiago Albertin Gutierre   A Medida Provisória 905/2019 alterou a norma que enquadrava o acidente de trajeto como um típico acidente de trabalho. Esse tipo de acidente ocorrido no percurso realizado pelo empregado ...
LEIA MAIS

19/12/2019
TST nega estabilidade gestante para trabalhadora temporária
Por Denis Andreeta Mesquita     Em recente decisão (18/11/2019), o Pleno do TST alterou posicionamento anterior e vetou a estabilidade gestante a uma trabalhadora contratada na modalidade de regime temporário (IAC ...
LEIA MAIS

06/12/2019
Com juros menores, débitos trabalhistas ficam mais baratos
Por Eduardo Galvão Rosado Em 08/05/2015, a 7ª Turma do TST entendeu por suscitar incidente de inconstitucionalidade da expressão “equivalentes à TRD” contida no caput do artigo 39 da Lei n° 8.177/91, ...
LEIA MAIS